Um dos melhores parques aquáticos do mundo Beach Park no Ceará

Ao percorrer diversos roteiros por todos os cantos do planeta sozinha ou na companhia de amigos, muitas vezes me surpreendo o quanto o nosso país tem opções pra não ficar atrás de nenhum outro.

 

Hoje vou falar sobre um lugar onde amigos e família vivem momentos inesquecíveis, cheios de aventura e diversão com os mais diferentes graus de emoção: o Beach Park no Ceará.

Criado há mais de trinta anos no meio do nada, o Beach Park é um exemplo ótimo de como empreender em turismo é capaz de impactar positivamente a vida de uma localidade a ponto de se tornar referência no nordeste e ter desenvolvido uma infraestrutura de respeito. Atrai cerca de 950 mil visitantes anuais e é considerado um dos melhores parques aquáticos do mundo pelas publicações especializadas. É impossível não mencionar sobre este lugar quando se fala em roteiros imperdíveis na região.

 

Razões para abrir um sorriso neste lugar paradisíaco não faltam. Localizado a 26 km de Fortaleza em uma praia chamada Porto das Dunas na cidade de Aquiraz, em cerca de 45 minutos é possível chegar aqui do aeroporto da capital do Ceará de ônibus, táxi ou por um dos serviços de translados que podem ser adquiridos antecipadamente. Chama atenção que ao contrário de muitos parques aquáticos pelo mundo, este aqui está do lado da praia.

 

A infraestrutura dentro dos 20.000m² de Beach Park conta com quatro resorts, hotéis, opções gastronômicas que privilegia a culinária nordestina… tudo isso com um corpo de 1000 funcionários visivelmente felizes a tal ponto que a empresa ganhou o selo “Great Place do Work” em 2016. Dá para sentir a energia de um lugar onde os colaboradores estão motivados.

Entre as 18 atrações há opções para toda a família: desde brinquedos divertidos e seguros para crianças com direito a piso antiderrapante, alternativas para quem gosta de uma emoção mais radical e atividades para a turma da melhor idade. Lá dentro eles classificam entre “radicais” (em que o visitante precisa ter, no mínimo, 1,22m de altura) e os “moderados”. Grávidas e cardiopatas são as únicas categorias muito bem vigiadas por haver uma série de restrições.

 

Uma das que mais gostei está o chamado “Kalafrio” (prepare-se porque as grafias dos “brinquedos” são tão lúdicos quanto) em que você desce em boias duplas um half com inclinação de quase 90 graus. Parece moleza. Me diga depois o quanto você gritou depois de passar por aqui. Depois da “tempestade” sempre vem a calmaria.

Agora imagina você cair voluntariamente 41 metros de altura chegando a uma velocidade de até 105km/h em queda livre. “Insano”, não? Pois é justamente esse o nome que batizou essa experiência, a atração mais radical do Beach Park.

Se você tem medo de altura, então fica longe do “Vaikuntudo”. Inaugurado no ano passado com pompa e circunstância em comemoração a terceira década de existência do Beach Park, trata-se do maior tobogã do mundo em percurso e extensão na categoria tornado. Tem 21 metros de altura, um funil de 18,5 metros de abertura e um tubo final de 480 metros de comprimento. A melhor de todas as sacadas é o esquema de cores bolado para essa atração que torna a experiência ainda mais maluca. Aqui a boia é pra quatro pessoas.

Tem uma atração com o sugestivo nome inspirado em latim – mas até agora não tive resposta se existe a palavra mesmo – chamado “Arrepius”. Agora é preciso manjar um pouco de “cearês” para compreender cada um dos 5 toboáguas que fazem parte dele que atendem diferentes graus de coragem: “Arre Égua”, “Arre Ema”, “Arretado” e “Arre Doidus”.

 

Eu não sei que “Arre” do dialeto local passarei a usar quando for inaugurada a próxima atração. Um nome que é um misto de desafio com uma lúdica intimidação: “Vainkará?”.

 

Sério, a equipe de marketing deste lugar merecia prêmios por isso. Previsto para ser inaugurado no próximo Verão, quatro pessoas são colocadas em uma boia descendo um percurso de quedas e curvas de 30 metros de altura e 158 metros de comprimento gerando a sensação que você está na crista de uma grande onda a gravidade zero. Frio na barriga garantido. Se você nunca surfou, é possível que poderá ter uma prévia do que estar dentro de uma. Vainkará?

Uma das coisas que aprendi em meio a diversas aventuras e agitações pelo planeta são de que as pausas e descansos são essenciais para que possamos aproveitar bem qualquer roteiro. Por isso que foi criado um projeto muito interessante chamado “Beach Sounds” que leva música de qualidade às areias da praia, privilegiando artistas locais de pop, reggae, samba-rock, instrumentais, etc…

 

Como fã de frutos do mar, não pude deixar de conferir os caranguejos, peixes, mariscos e camarões do “Restaurante da Praia”, saboreando cada prato com o pé da areia. Por três anos a Veja Fortaleza considerou a Caranguejo daqui como o melhor do Estado, além de ser tetracampeão na categoria “Barraca de Praia”.

 

Entre os hotéis ao redor do Beach Park, eu escolhi o Beach Acqua Resort. É o único que dá acesso direto a toda a estrutura turística e com um privilégio: enquanto que oficialmente todas as atrações são abertas para visitação às 11hr, para os hóspedes deste hotel abre uma hora antes. E também dá acesso direto a uma praia de água azul cristalina e borda infinita e uma areia deliciosa que se você não se cuidar, é capaz de querer ficar para sempre por ali.

Notei nesta minha visita um lugar realmente família em que todo mundo se divertia: casal jovem levando filhos pequenos, adolescentes, pais, avós… a interação entre todas as idades e a preocupação em atender todos os anseios de lazer dão um orgulho danado em dizer que não é preciso sair do nosso próprio país para usufruir de um espaço referência no mundo.

 

Saí daqui com um sorriso no rosto querendo voltar e com segurança de que se eu trazer toda a minha família, todo mundo sairá com a mesma sensação de felicidade de ter aproveitado tudo o que o Beach Park tem a oferecer.

 

 

Fotos: Igor de Melo e Marcelo Rabelo

 

Agradecimentos 

Beach Park

About the Author

By Karina / Administrator on jul 02, 2018

No Comments

Leave a Reply